EQUILIBRA HC_LOGO_02_Marca d'agua branca

Meditação e o poder de transformar sua vida

 

Meditar está cada dia mais na moda, existem aplicativos, salas especiais em grandes corporações, aulas particulares para aprender a meditar, mas na prática você conhece os benefícios para a sua saúde física, mental e emocional?

 

Resolvi te convidar para uma viagem ao mundo da meditação para, aos poucos, você entender como essa atividade tão simples, e tão desafiadora ao mesmo tempo, pode transformar sua vida!

 

Um pouco da minha história com a meditação

 

Eu conheci a meditação na Índia, no começo de 2013, quando estava viajando pelo mundo em um período sabático. Trabalhava insanamente desde os 16 anos de idade e quando fui chegando perto dos 35 resolvi tirar um tempo só para mim. Me planejei, financeiramente, mentalmente e emocionalmente para essa jornada e em julho de 2012 fui rumo a esse novo capítulo da minha história. Digo sempre que tirar esse período sabático foi a melhor decisão que eu tomei na vida: Tive certeza que a essência das pessoas é boa, tive certeza que podemos viver uma vida incrível e tive certeza também que eu nunca mais seria a mesma pessoa depois de conhecer a meditação mais a fundo.

 

Depois de 6 meses viajando por aí, eu fui parar em um centro de meditação Vipassana, em Igatpuri na Índia. Sem ter muita certeza do que eu estava fazendo e qual seria o resultado, passei muitos dias meditando das 5am às 9pm. Tive crises de ansiedade, enfrentei medos e saí de lá com outra visão da vida. A visão de que, se quisermos, podemos nos manter em equilíbrio independente do que esteja acontecendo ao nosso redor.

 

Mais um pouco de história, agora sobre a meditação

 

A meditação tem origem no Budismo, porém quase todas as práticas religiosas do oriente tem algum tipo de meditação associada. Ao longo do tempo, a meditação se dissociou da religião pois observou-se que ela poderia trazer benefícios para todas as pessoas, religiosas ou não, pois meditar ajuda a entrar em um estado mental de concentração no presente sem julgar os pensamentos que inevitavelmente surjam. 

 

Ajuda também a manter a mente equilibrada mesmo quando coisas muito difíceis acontecem ou ainda quando pequenas situações do dia a dia nos tirariam do sério sem a prática meditativa constante. Textos orientais consideram a meditação como instrumento que leva em direção à libertação, pois se você consegue se manter em equilíbrio, independente dos acontecimento, você estará se libertando de qualquer desconforto ou apego.

 

Apesar de ser uma prática milenar, a meditação ganhou força no ocidente na década de 70, quando, em 1979, o médico Jon Kabat-Zinn desenvolveu um programa para reduzir o estresse baseado na prática na Universidade de Massachusetts, nos Estados Unidos. O método também foi estudado na Universidade de Oxford, na Inglaterra e foi considerado o avanço científico que permitiu a disseminação da meditação. Desde setembro de 2015, a meditação passou a ser oferecida pelo programa de extensão da USP, em parceria com o SUS no centro Brasileiro de Mindfulness e promoção da saúde, trazendo à luz o que a ciência confirmou após anos de estudo: A meditação pode ser benéfica para todos! 

 

Outro campo de estudo muito importante da meditação é o mundo corporativo. Algumas grandes empresas já têm até salas de meditação para os funcionários pois claramente meditar tem se demonstrado uma ferramenta poderosa para garantir qualidade de vida e evitar o burnout que é uma explosão de estresse devido a questões de trabalho. 

 

Os principais benefícios da meditação

 

Eu poderia passar horas escrevendo sobre isso, mas resolvi elencar os 10 principais benefícios para você se convencer de começar a meditar hoje mesmo!

 

  • Meditadores regulares são mais felizes que a média das pessoas (1)

  • Tem um impacto positivo na saúde, uma vez que emoções positivas estão associadas a vidas longas e saudáveis (2)

  • Ansiedade, depressão e irritabilidade diminuem com sessões regulares (3)

  • A memória melhora, as reações aceleram e a resistência física e mental aumenta (4) 

  • Meditadores regulares têm relacionamentos melhores e mais gratificantes (5)

  • A prática da meditação reduz os principais indicadores de estresse crônico, incluindo hipertensão (6)

  • A meditação também é eficaz na redução do impacto de doenças graves, como dor crônica (7) e câncer (8), bem como no combate à dependência de drogas e álcool (9)

  • Pesquisas indicam que fortalece o sistema imunológico, ajudando a combater doenças em geral (10)

 

Todos esses benefícios estão comprovados por estudos científicos e mostram que a meditação pode ser benéfica em qualquer área da vida, desde gerenciar melhor temas do dia a dia até lidar com questões mais pesadas de vícios e doenças graves! Agora a pergunta é… por onde começar?

 

Como começar a meditar

 

Na prática do Health Coach, recomendo a meditação em praticamente 100% dos casos. No nosso programa online, o My Best Me, temos até um módulo para ensinar a meditar e a se conectar de forma mais profunda com você, não deixando o mundo externo te impactar. 

 

Para muitos, quando se fala a palavra meditação, já surge uma ansiedade ou um medo de não conseguir. A regra básica é muito fácil e com ela você já pode se considerar um meditador: Pare por alguns segundos, sente-se de maneira confortável, feche os olhos e preste atenção na sua respiração. Só isso!

 

O grande ensinamento dessa técnica é nos conectarmos com o momento presente. Quando somos capazes de fazer isso, somos capazes de não sofrer, nem remoer o que passou, nem nos preocupar com o que ainda está por vir! É poderoso e libertador. Após conseguir realizar essa prática, você pode começar a tentar prestar 100% de atenção em tudo que está fazendo: tomar banho, comer, se trocar! 

 

Estar por inteiro nas situações e ter certeza que hoje, você tem tudo que precisa para viver bem e quando olha para trás é capaz de ver que coisas difíceis aconteceram, e você superou, acalmará a sua mente e você entrará em um estado de constante agradecimento, sem sentir necessidade de se preocupar com nada!

 

Como manter na rotina

 

Minha maior recomendação é COMECE! Comece aos poucos, mas comece e faça todos os dias. É melhor meditar 2 minuto por dia, do que 15 minutos uma vez na semana, pois a constância é essencial para se beneficiar da prática.

 

Uma dica importante é colocar um timer, pois quando fechamos os olhos, muitas vezes perdemos a noção do tempo e podemos ficar ansiosos por não saber se os 2 minutos já passaram, e tudo que não queremos é gerar ansiedade com a meditação.

 

Outra sugestão é escolher um horário fixo, pois isso facilita incluir na rotina. Eu realmente acredito que o melhor horário é assim que acordamos, pois ainda não fomos engolidos pelas rotina do dia a dia. Se você esperar ir no banheiro, tomar banho e o café da manhã para então meditar a chance de você não conseguir 2 minutos livres é muito grande, assim, eu sempre recomendo que para começar, o melhor é abrir os olhos e sentar na cama com seu timer ativo e se conectar com sua respiração. Lembre-se que o ponto é observar a respiração e não controlá-la pois o objetivo é que você se torne um observador da sua mente!

 

Não se preocupe em aumentar o tempo, preocupe-se em fazer todos os dias. Assim que a prática for internalizada pelo seu sistema, automaticamente você sentirá que é hora de aumentar o tempo e fará com naturalidade.

 

Não desanime se não conseguir: é muito normal passar os dois minutos pensando em tudo, e não conseguir se conectar com a respiração. Se isso acontecer com você, não desista! Isso acontece com praticamente todas as pessoas quando começam a meditar, pois a sua mente não entende o que você está tentando fazer e o quanto será benéfico para você e para ela, então ela tenta fazer o que sabe… pensar! Não lute com sua mente, seja gentil com os pensamentos, deixe-os virem e irem sem atrito, e então foque novamente na sua respiração. Contar as respirações, muitas vezes também ajuda pois assim sua mente se sente ocupada de alguma forma e para de lutar. 

 

De verdade se eu tivesse somente uma sugestão para dar para você na vida, seria: MEDITE! A meditação transformou a minha vida e a de muitos clientes da Equilibra Health Coach e tenho certeza que poderá fazer o mesmo por você!

 

Referências:

 

  1. Ivanowski, B & Malhi, G.S. (2007), “The psychological and neurophysiological concomitants of mindfulness forms of meditation”Acta Neuropsychiatrica, 19, pp. 76-91; Shapiro, S.L., Oman, D., Thoresen, C.E., Plante, T.G. & Flinders, T. (2008), “Cultivating mindfulness: effects on well-being”. Journal of Clinical Psychology, 64(7), pp. 840-862; Shapiro, S.L., Schwartz, G.E. & Bonner, G. (1998), “Effects of mindfulness-based stress reduction on medical and premedical students”, Journal of Behavioral Medicine, 21, pp. 581-599

  2. Fredrickson, B.L. &Joiner, T (2002), “Positive emotions trigger upward spirals toward emotional well-being”Psychological Sciences, 13, pp. 172-175; Fredrickson, B.L. & Levenson, R.W. (1998), “Positive emotions speed recovery from the cardiovascular sequelae of negative emotions”, Cognition and Emotion, 12, pp. 191-220; Tugade, M.M. & Fredrickson, B.L. (2004), “Resilienct individuals use positive emotions to bounce back from negative emotional experiences”, Journal of Personality and Social Psychology, 86, pp. 320-333.

  3. Baer, R.A., Smith, G.T., Hopkins, J., Kreitemeyer, J. & Toney, L. (2006), “Using self-report assessment methods to explore facets of mindfulness”, Assessment, 13, pp. 27-45.

  4. Jha, A., et al. (2007), “Mindfulness training modifies subsystems of attention”, Cognitive Affective and Behavioral Neuroscience, 7, pp. 109-119; Tang, Y.Y., Ma, Y, Wang, J. Fan, Y., Feng, S., Lu, Q., et al. (2007), “Short-Term meditation training improves attention and self-regulation”, Proceedings of the National Academy of Sciences (US), 104(43), pp. 17.152-17.156, McCracken, L.M. & Yanf, S.-Y.(2008), “A contextual cognitive-behavioral analysis of rehabilitation workers’health and well-being: Influences of acceptance, mindfulness and values-based action”, Rehabilitation Psychology, 53, pp. 479-485; Ortner, C.N.M., Kilner, S.J.&Zelazo, P.D. (2007), “Mindfulness meditation and Emotion, 31, pp. 271-283; Brefczynski-Lewis, J. A., Lutz, A., Schaefer, H.S., Levinson, D. B. & Davidson, R. J. (2007), “Neutral correlates of attentional expertise in long-term meditation practitioners”, Proceedings of the National Academy of Sciences (US), 104 (27), pp. 11.843-11.488

  5. Hick, S.F., Segal, Z.V. & Bien, T., Mindfullness and the Therapeutic Relationship (Guilford Press, 2008)

  6. Ver Low, C.A., Stanton, A.L. & Bower, J.E. (2008), “Effects of acceptance-oriented versus evaluative emotional processing on heart rate recovery and habituation”, Emotion, 8, pp. 419-424

  7. Kabat-Zinn, J. Lipworth, L. Burncy, R. & Sellers, W. (1986), “Four-year follow-up of a meditation-based program of the self-regulation of chronic pain: Treatment outcomes and compliance, The Clinical Journal of Pain, 2(3), p. 159; Morone, N.E., Greco, C.M. & Weiner, D.K. (2008), “Mindfulness meditation for the treatment of chronic low back pain in older adults: A randomized controlled pilot study”, Pain, 134(3), pp. 310-319; Grant, J.A. & Rainville, P. (2009), “Pain sensitivitu and analgesic effects of mindful states in zen meditations: A cross-sectional study”, Psychosomatic Medicine, 71 (1), pp. 106-114

  8. Speca, M., Carlson, L.E.m Goodey, E.& Angen, M. (2000), “A randomized, wait-list controlled trail: the effect of a mindfulness meditation-based stress reduction program on mood and symptoms of stress in cancer out-patients”, Psychosomatic Medicine, 62, pp. 613-622

  9. Bowen, S., el al. (2006), “Mindfulness Meditation and Substance Use in an Incarcerated Population,”, “Psychology of Addictive Behaviors, 20, pp. 343-347

  10. Davidson, R. J., Kabat-Zinn, J., Schumacher, J. Rosenkranz, M., Muller, D., Santorelli, S.F., Urbanowski, F., Harrington, A., Bouns, K &Sheridan, J.F. (2003), “Alterations in brain and immune function produced bu mindfulness meditation”, Psychosomatic Medicine, 65, pp. 567 – 570.


 

Please reload

Destaques

ABUNDÂNCIA: Como viver constantemente neste estado

April 16, 2019

1/5
Please reload

Archive
Please reload

Siga-me
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Receba o melhor conteúdo de saúde e bem estar no seu email!

Av. Pedroso De Morais, 2.120
São Paulo, SP  - Brasil - 05420-020

Plaza Cedro, 12 - P.4

Valencia - Espanha - 46022

info@equilibrahc.com.br

Tel: (+34) 603 68 79 45 

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Blanco Icono LinkedIn

© 2016 por Equipe EQUILIBRA Health Coach.