EQUILIBRA HC_LOGO_02_Marca d'agua branca

Estresse: como NÃO deixá-lo impactar a sua saúde

 

Você já se perguntou quanto dos seus sintomas físicos tem a ver com sua saúde mental? Vários estudos comprovam a conexão entre aumento de pressão arterial, doenças auto-imunes e síndrome do intestino irritável ao estresse e hoje quero te explicar um pouco mais dessas correlações e te ajudar a gerenciar o estresse do dia a dia para não impactar sua saúde.

 

Quando o estresse vira uma ameaça?

 

Quando estamos em risco, nosso hipotálamo ativa nosso sistema de fugir ou lutar. A ideia desse sistema é nos ajudar a sobreviver, fugindo ou lutando contra alguma ameaça real e nos ajudando a voltar para o nosso ponto inicial de equilíbrio. Em um sistema um pouco complicado chamado hipotálamo-hipófise-adrenal axis (HPA) vários mecanismos são ativados quando nos encontramos em uma situação de estresse, e ao final, a glândula adrenal libera adrenalina e cortisol no nosso organismo. Esses hormônios fazem o nosso corpo ativar mecanismos de proteção, seja enchendo nossos membros superiores e inferiores de sangue para aumentar nossa capacidade de lutar com alguém (como um urso ou um tigre, por exemplo) ou para sair correndo, ou fortalecendo nosso sistema imunológico para nos proteger contra algum patógeno. 

 

Esse sistema é essencial para nos proteger, quando realmente temos uma ameaça. O problema acontece quando qualquer coisa do dia a dia começa a ativar nosso sistema de proteção, tais como o prazo apertado para entregar um projeto no trabalho ou o trânsito que não nos deixa chegar onde precisamos a tempo. 


O impacto do estresse nas crianças

 

Outro momento arriscado de vivermos situações de muito estresse é quando ainda somos muito jovens. Nesta fase da vida, vivenciar situações de tensão continuamente pode resultar na produção frequente desses hormônios relacionados ao estresse e eles passam a se ligar a receptores em todos os órgãos, o que pode influenciar na fisiologia e na função dos mesmos. O risco se dá pois muitos dos sistemas de regulação do estresse ainda estão em desenvolvimento, como o sistema nervoso e o cérebro e esse estresse contínuo pode comprometer o mecanismo de regulação, deixando a criança muito mais suscetível a qualquer tipo de tensão. 

 

Há comprovações que o estresse vivido pela mãe durante a gravidez passa para o bebê e isso altera permanentemente o seu sistema de resposta ao estresse podendo aumentar chances de várias doenças. Alguns problemas de saúde já associados com o estresse foram o  aumento de pressão arterial, pois o estresse próximo das veias pode gerar vasoconstrição e consequentemente aumento da pressão arterial, doenças auto-imunes pela resposta exacerbada do sistema imunológico a situações que não são reais ameaças à vida e até inflamações neurológicas que podem gerar depressão e ansiedade. 


Nosso sistema gastro-intestinal também pode ser danificado pelo estresse

 

O impacto do estresse no nosso sistema gastrointestinal também é bastante relevante. Temos trilhões de micróbios em nosso intestino que nos ajudam na digestão e no equilíbrio da nossa flora intestinal, O intestino é o órgão com mais neurônios depois do cérebro e com a maior quantidade de células imunes do corpo, assim estresse crônico pode afetar diretamente nosso sistema gastro-intestinal. Quem nunca ouviu falar de alguém com gastrite nervosa? Nossas emoções são tão poderosas que podem gerar sintomas físicos em nosso corpo que deixam sequelas importantes para nossa saúde.

 

Até síndrome do intestino irritável já foi associada ao estresse. Segundo o Dr. Edward Blanchard, professor de psicologia da State University of New York, 60% das pessoas que tem síndrome do intestino irritável tem algum tipo de desordem psiquiátrica, desde ansiedade generalizada até depressão.

 

Como não permitir que o estresse controle nossa saúde!

 

Um estudo controlado realizado com pessoas com sintomas de ansiedade generalizada mostrou que após acompanharem um programa online de Mindfulness por seis meses, os sinais de ansiedade e depressão diminuíram consideravelmente e consequentemente houve impacto positivo na saúde física dos participantes.

 

Na prática do Health Coach uma das coisas que mais exercito com as pessoas é estar no momento presente, sem se culpar ou se arrepender de ações do passado e sem se preocupar em demasia com o que pode acontecer no futuro. A chave para manter a cabeça no lugar e consequentemente a saúde também, é viver o presente. E para isso, além de aprender a meditar, é preciso equilibrar vida profissional e vida pessoal, liberar tempo para cuidar da saúde e ter energia para aproveitar a construção que você fez até agora. Uma rotina diária organizada que inclua atividades físicas e boas horas de sono pode te ajudar.

 

Se você não souber por onde começar, leia o ebook que escrevi sobre como ter uma vida mais equilibrada que te dará o passo a passo para chegar lá! 


Ebook: 10 Técnicas para Organizar sua Vida Profissional

 


Referências:
Internet-Based Mindfulness Treatment for Anxiety Disorders: A Randomized Controlled Trial, Boettcher, J et all, 2014
Stress, Anxiety and Irritable Bowel Syndrome
Allergy and the gastrointestinal system, Vighi, G, 2008
Neuroimmune mechanisms of depression., Hodes,GE, Kana,V, Menard,C, Merad,M, Russo,SJ., 2015
Association between psychosocial stress and hypertension: a systematic review and meta-analysis., Liu,MY, Li, N, Li,WA, Khan, H., 2017
Blue Zones
10% Humano, Allana Collen, 2016

 

 

 

Please reload

Destaques

ABUNDÂNCIA: Como viver constantemente neste estado

April 16, 2019

1/5
Please reload

Archive
Please reload

Siga-me
  • Ícone cinza LinkedIn
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

Receba o melhor conteúdo de saúde e bem estar no seu email!

Av. Pedroso De Morais, 2.120
São Paulo, SP  - Brasil - 05420-020

Plaza Cedro, 12 - P.4

Valencia - Espanha - 46022

info@equilibrahc.com.br

Tel: (+34) 603 68 79 45 

  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • Blanco Icono LinkedIn

© 2016 por Equipe EQUILIBRA Health Coach.